Divulgando Empregos
Notícias de Concursos e Vagas de Empregos

Concurseiros alimentam um mercado de R$ 50 bi anualmente no Brasil

A estimativa é da ANPAC – Associação Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos, analisando todo o ano de 2018. Segundo o estudo, pelo menos 50 milhões de concurseiros no país se preparam de forma mais profissional para concorrer às vagas.

Os gastos dessa verdadeira multidão são em material de estudo, transporte, valor da inscrição, alimentação e os caros cursinhos. Segundo a ANPAC, o investimento chega a R$ 5 mil no ano, para cada estudante.

Já pensou em fazer concurso público?

Fazer concurso público se tornou tão comum entre os brasileiros que inventamos até um termo para os mais compenetrados: concurseiro. A promessa de salário em dia e estabilidade empregatícia são alguma das motivações daqueles que estudam arduamente para passar numa prova, que costuma ser altamente concorrida.

Mas, ser servidor público representa bem mais que trabalhar para o governo, geralmente prestando serviços para a sociedade, com carga horária pré-definida e marcação de ponto eletrônico. Tem inúmeras outras vantagens.

Remuneração

O salário dos concursados, em comparação com funcionários da iniciativa privada, costuma ser muito diferente, mesmo atuando em áreas iguais. Um exemplo é carreira de Enfermeiro. Segundo a Catho – portal que gerencia vagas de emprego -, o salário dentro de um hospital particular é de R$ 3 mil; já o enfermeiro concursado em Brasília pode começar a carreira recebendo R$ 4.7 mil, fora benefícios.

Estabilidade

Trabalhar com a garantia de que não será mandado embora é um dos motivos mais citados pelos concurseiros. A segurança de não ser demitido após determinado período é um grande atrativo.
Mas, atenção! É verdade que é muito difícil ser demitido sendo servidor público, mas a possibilidade existe sim. A própria Constituição, no artigo 41 determina os casos:

• Após sentença judicial com possibilidade de recurso esgotada, ou seja, transitada em julgado;
• Através de processo administrativo;

• Ou com baixa avaliação de desempenho, se detectado que o servidor não está desempenhando seu papel na instituição.

Carreiras específicas

Aliás, se você tem vontade de ser juiz, só existe um caminho, o concurso. Isso porque somente trabalhando em meio ao governo é que você poderá seguir grandes carreiras do judiciário e ser, como por exemplo, juiz, promotor de justiça ou defensor público; ou na área da segurança pública, e ser policial militar ou civil. Essas funções são de responsabilidade exclusiva do governo, sejam elas no âmbito municipal, estadual, do Distrito Federal ou da União.

Estudos

Mas nem tudo são vantagens, o caminho para o sonhado cargo não é para qualquer um! A pessoa que decide estudar para concurso, o famoso “concurseiro”, tem um caminho longo pela frente.

São meses e meses de estudo e dedicação por meio de livros, apostilas, videoaulas, leitura de pdf e resolução de questões. Mas isso não é tudo, pois não basta apenas saber o conteúdo, é essencial conhecer a banca aplicadora e seus métodos, como cobra cada tipo de conteúdo e como corrige a temida redação discursiva.

Com a vida corrida, acaba que nem todo mundo tem a disposição e o tempo necessário para encarar a rotina pesada de estudos. Além disso, muitos não têm esse desejo, principalmente porque não se encaixam no perfil que as instituições públicas buscam.

você pode gostar também